Osteopatia

Uma terapia manual que aborda os distúrbios funcionais reversíveis do corpo humano

Ela busca a origem do distúrbio mecânico e pode ser aplicada a todas as faixas etárias, desde que a estrutura (ossos, músculos, tendões, órgãos, líquidos, etc.) não sofra nenhuma alteração. No entanto, não pode, em caso algum, substituir um tratamento médico prescrito para o tratamento de uma doença.

A osteopatia foi projetada pelo Dr. Andrew Taylor Still em 1874. Sua pesquisa permite estabelecer princípios baseados na interação entre alma, corpo e espírito. A osteopatia é baseada no fato de que o sistema corporal vivo tem a capacidade inerente de se manter, de se regular e até de se curar. O trabalho do osteopata é liberar o movimento de estruturas destinadas a restaurar o potencial ideal de adaptação do paciente. O osteopata abre o caminho para essa autodefesa natural.

Nesse contexto, a osteopatia permite o tratamento eficaz das mais diversas doenças: dor nas costas, pelve, membros superiores e inferiores, problemas digestivos, períodos dolorosos, etc. e em bebês e crianças: infecções de ouvido, cólica infantil, refluxo gastroesofágico, etc.  

Minha prática foi enriquecida por diferentes abordagens, mas a que mais me marca é a de Pierre Tricot ( Osteopata praticante na Normandia que traduziu do inglês as obras de Still , Sutherland e Becker). Através de sua abordagem tecidual, Pierre Tricot prevê que a vitalidade de uma estrutura viva está ligada à sua capacidade de se comunicar e é através do movimento que apreciaremos essa habilidade. Para interagir com os tecidos, ele nos encoraja a estabelecer três parâmetros: presença, atenção e intenção. Esse contato vívido é interativo e não-verbal…   

A principal ferramenta de trabalho do osteopata é a mão que vê, cheira e pensa. É a partir dessa ferramenta que empregamos o termo ” manipular “, que às vezes é mal interpretado. A  manobra osteopática não deve ser brutal ou dolorosa.  

A principal ferramenta de trabalho do osteopata é a mão que vê, cheira e pensa. É a partir dessa ferramenta que empregamos o termo ” manipular “, que às vezes é mal interpretado. A  manobra osteopática não deve ser brutal ou dolorosa.  

A osteopatia é feita sem prescrição medical, é coberta pela maioria dos seguros complementares (medicina natural, medicina alternativa). O tipo de cobertura depende do seu seguro de saúde. Antes da primeira consulta, eu recomendo que o paciente contacte o seu seguro de saúde para obter informações sobre a cobertura do tratamento.

Preço: 135 CHF na primeira sessão e 120 CHF nas seguintes sessões (existe a possibilidade de pagamento no final de cada sessão, se assim for mais interessante ao paciente).

Esse tratamento é realizado por Diana Dávila

Diana Dávila