Fisioterapia

Prevenir e corrigir problemas que afetam os sistemas neuro-sensório-motores

A fisioterapia é uma disciplina de saúde que visa prevenir e corrigir problemas que afetam os sistemas neuro-sensório-motores. O objetivo é manter uma recuperação funcional ideal, considerando a realização de hábitos de vida cotidiana essenciais à integração social, em particular as viagens, certos aspectos da condição corporal e a realização de lazer e esporte.

Desde 1966, a fisioterapia é reconhecida oficialmente na Suíça como uma profissão paramédica.  Possuindo técnicas muito antigas, ela ainda se beneficia das aquisições científicas mais recentes e continua a se desenvolver. Em particular: 

  • Massagens terapêuticas em todas as suas formas
  • Todos os tipos de mobilização e manipulação das articulações (ativas e / ou passivas)
  • Agentes físicos : calor profundo e superficial, crioterapia, ultrassom, laser
  • Todos os tipos de reabilitação e ginástica medical

Por sua ação analgésica, a fisioterapia permite uma reintegração mais rápida dos pacientes lesionados nas atividades de vida diária.

Sob prescrição médica, a fisioterapia é indicada para pessoas que sofrem de: 

  • Doenças reumáticas: artrose, artrite, etc.
  • Lesões ou traumas no sistema locomotor: entorses, luxações, rupturas musculares, fraturas
  • Distúrbios estáticos: deformidades da coluna, escoliose, cifose, lordose
  • Paralisia: acidental, paralisia cerebral, hemiplegia, sequelas de poliomielite
  • Distúrbios das funções uroginecológicas e proctológicas: incontinência urinária e fecal
  • Doenças cardio-respiratórias: asma, bronquite crônica, fibrose cística, bronquiolite, consequências do infarto do miocárdio
  • Distúrbios circulatórios: arteriais, venosos e / ou linfáticos
  • Doenças comuns: epicondilite, lombalgia, cervicalgia, etc.
  • Cuidados com queimaduras

Seguros

O tratamento fisioterápico, sob prescrição médica, é reembolsado pelo seguro básico de saúde, seguro contra acidentes, AI e seguro militar.


Esse tratamento é realizado por

Carla Sabbatini